Santa, pecadora... Olhar pra dentro é ver-se de verdade: enxergar os paradoxos e aceitar[si].

Minha foto
Maceió, Alagoas, Brazil
Santa, pecadora, com o Amor na veia e a alma nas vísceras.

Contagem regressiva para Tainá pipocar!!!

quarta-feira, 11 de março de 2009

“Às vezes, uma peneira utiliza melhor o Sol -- vide as árvores.”

Discussões sobre as situações contraditórias tanto politicamente quanto culturalmente, deram origem a movimentos de idéias e de pensamentos voltados para a introdução de modos de agir e de pensar inovadores, reformistas ou revolucionários e, principalmente, diferentes.

O pensamento está sendo tomado aqui como o conjunto de idéias e de valores que orientam as atitudes nos diversos campos da vida social, de modo que uma crítica não vem desprovida de traços da personalidade de quem a emite. Sendo assim, quem a emite deverá estar preparado para receber tendo em si a capacidade de discernir entre a oportunidade construtiva que possa advir da visão oposta de alguém como alavanca para mudanças e melhorias, bem como de distinguir o que possa vir a ser expresso como mera revanche, atrelada a incapacidade do receptor inicial de entendimento da ação primíscia -- referente ao princípio da interlocução.

É bom se trabalhar acerca do papel do conhecimento, das idéias e do pensamento na geração de processos de mudança. Pois, a premissa destas é a capacidade de estar sintonizado com a Lei que rege a própria vida: o movimento. Porém, essa não é uma pré-disposição corriqueira, ao contrário: exige maturidade, e isto só pode ser medido subjetivamente e de modo individual.

Então, compreender que existam pessoas que não encararão críticas de modo maduro é saber que a Lei do movimento abrange até este ponto, não tornando tal compreensão sujeita a subserviência, a submissão. Mas sim, separar o que no discurso do outro seja, de fato, aproveitável para si -- reter o que se precisa; filtrar.

Trocando em “miúdos-amplos”: você não será capaz de emitir se não for capaz de receber. Ou, aquele velho ditado... “Pessoas inteligentes falam sobre idéias. Pessoas comuns falam sobre coisas. Pessoas medíocres falam sobre pessoas.”


*

*

*

Beijos.


Um comentário:

paula barros disse...

"você não será capaz de emitir se não for capaz de receber"


Será que é assim?

Vejo tantos problemas causados por justamente o contrário, pessoas que emitem muito bem, mas tem total incapacidade de receber.


Vou pensar...

abraços