Santa, pecadora... Olhar pra dentro é ver-se de verdade: enxergar os paradoxos e aceitar[si].

Minha foto
Maceió, Alagoas, Brazil
Santa, pecadora, com o Amor na veia e a alma nas vísceras.

Contagem regressiva para Tainá pipocar!!!

segunda-feira, 24 de março de 2008

Figura de linguagem

"Nunca tive os olhos tão claros e o sorriso em tanta loucura. Sinto-me toda igual às árvores: solítária, perfeita e pura." [Do poema "Retrato em Luar" - Meireles, Cecília. 1982]

***___________















Não sei você, eu tenho preguiça pra investir. Digo, pra coisa complicada logo de cara, me bate uma canseira antes mesmo de começar. O povo fala que amor é complicado, e eu só acredito, o sinto familiar – coisa-sentidos - que ele é fácil. Vai ver que quando complica, vejo que amor não é e desisto! Quebrar cabeça com nada?! Prefiro MEU vazio que de outros! O meu eu tenho intimidade com sua fertilidade.

Eu quero compartilhar preenchimentos, não vagas!


É: no meu caso é seleção de compromisso. Não sei explicar o que priorizo. Talvez-certamente, seja a eu mesma. É, deve ser isso; mas não só. Porque não estou com medo de pular das nuvens - eu nunca tive! Só quero pular com um pára-quedas, que não tenho tendência suicida. E se tinha pra me machucar, hoje nem arranhão me atrai; já bastam os que vêem de graça que a vida traz!


E se isso é ser louca, prefiro. Amo! Me encho de um expando-dentro. E ando mais pirada que o normal atualmente. Deve ter sido algum pedido que fiz à Deus. Graça alcançada?

Amém.

|

|

*

"Não há, definitivamente (definitivamente, definitivamente), lógica alguma
Humano..." ["Human Behaviour" - Björk]




*

[Imagens by aquivo pessoal]

______***_____


Beijos...


16 comentários:

Paula Calixto disse...

"Mas, oh, se envolver na troca
Das emoções humanas é sempre tão (sempre tão) satisfatório

E não há mapa algum"

Só descobertas...

Do que humanos queiram, ou não.

__***__

Beijos nim tudo

lccm disse...

Completamente necessário isso de envolver-se na troca das emoções humanas. Amem !

Paulo R Diesel disse...

O amor não se explica. Se precisar de explicação não é amor.E se não quiseres te complicar é porque ainda não consegues ceder ao ponto de cederem por ti também.
Quanta filosofia em Paula.
Com ou sem pára-quedas o importante é cair, se jogar.
Bj.

Diego disse...

algumas vezes compartilhando vazios achamos a tão almejada felicidade!

ps. texto complicado de comentar... vou ter que fazer juízo da sua vida, e esta não é minha função [ou pelo menos não me proponho a ela], sem julgamentos deixo aquela frase lá pra por um pouco de lenha na fogueira!

beijo pra vc!

Lorita disse...

Tb acho que amor gera amor, não sofrimento, por isso acho que mais me apaixono do que amo, ai como sofrooooooooooooo! rs...

bjm

tita coelho disse...

Idem Paula!
Não perco meu tempo (se é que podemos falar assim)... Mas não fico quebrando cabeça ...quando sinto que não existe troca pulo fora! E isso serve para amizades tb, sabe? Atualmente, quer dizer, fazem 4 anos estou feiz da vida com meu amore... Mas, amigos é meio brabo!!!
beijos lindeza!
P.S. adorei as fotos! :)

Vanda disse...

Como sempre é um enorme prazer visitar o seu blog!

beijos e boa semana

Lc disse...

Olá, vim retribuir a visita e fiquei com vontade de voltar mais vezes, vou adicionar este blog aos meus: Links - Friends - Amigos.

Bjs

Paula Calixto disse...

Retribuo com um carinho enorme de que fico muito gratificada com cada opinião.

Comentar algo é expôr-se. Não há comentário que não diga mais respeito a quem comenta que ao texto ou ao seu autor.

E difícil é explicar que lágrimas não são argumentos, e substituem o que melhor alimenta a alma: a alegria. E, definitivamente, AMAR[SE] NÃO PODE CEDER A ODIAR[SE]!!!

Coisa de narcisista? Nhá! pode ser.[risos]

Beijos, lindezas.

P.S.: Quem não tava linkado eu linko. (;

ki-colado disse...

Exatamente não sei porque, mas a sua explanação Paulinha me fez lembrar uma história:

O fulano tinha um computador que deu pau. E chamou um técnico pra consertá-lo. O técnico abrindo a tampa achou um fiozinho solto, e recolocou o dito cujo no lugar, dizendo que o problema já estava resolvido. Ao perguntar quanto havia custado o conserto do PC, o técnico disse: São apenas mil reais. O proprietário assustado exclamou: "NOSSA! TUDO ISSO POR CAUSA DE UM FIOZINHO SOLTO?". E o técnico retrucou: "SÓ QUE PARA DESCOBRIR ESSE FIOZINHO SOLTO EU ESTUDEI A MINHA VIDA INTEIRA AMIGO".

paula barros disse...

Paulinha
Também não invisto em nada complicado.
Quando arrisco é um arriscar eliminado o que já sei que não vai dá.
E vivo melhor assim.
Pelo que tenho visto nesse mundão de meu Deus. Até penso que é amadurecimento.
Tem gente que arrisca no que já está bichado.

Bem, me sinto assim também.
beijos

Flavinha disse...

Eu nem sei o que eu quero compartilhar. Só sei que quero...

Alguém mais quer?

Beijo, beijo, beijo!

elvira carvalho disse...

Passando para deixar um abraço, e um agradecimento pelo carinho neste momento difícil.
Gostei do post. Amor é para ser vivido com alegria. Se gera sofrimento, vira ódio.
Um abraço

Mila disse...

Esta moça da maça é sempre tão intensa e profunda... nussaaaaaa
Beijos Mila

paula barros disse...

passando, olhando, mordendo a maçã.
beijos

Madalena Barranco disse...

Querida Paula, eu simpatizo com sua idéia sobre o amor a dois: quando não dá certo logo no início, é melhor não insistir e se iludir de que um dia ele a amará como você merece e etc. Quando as palavras e atos ferem logo de início a tendência é que seja assim para sempre... Poucos são os casos em que acontece um milagre e as pessoas se adaptam. Eu disse: adaptam, porque ninguém muda. Ser realista é permitir-se sonhar de verdade. Beijos da moranguinha inspirada – hehehe.