Santa, pecadora... Olhar pra dentro é ver-se de verdade: enxergar os paradoxos e aceitar[si].

Minha foto
Maceió, Alagoas, Brazil
Santa, pecadora, com o Amor na veia e a alma nas vísceras.

Contagem regressiva para Tainá pipocar!!!

quinta-feira, 18 de outubro de 2007

O sentido do percurso da libido é o investimento de si em si!









A objetivação nos deve surpreender pelo seu delicado excesso e não porque é diferente, mas por tentarmos ser diferentes no expandir-se.
As metas devem tocar não só a nós mesmos, mas também ao nosso próximo, lembrando-nos algo que nos tempos noturnos guardados em nós, já conhecíamos em nosso coração.
A beleza de empenhar-se nisso não está na capacidade que ela tem de deixar o autor da ação contente.
O rumo é sempre uma surpresa, capaz de nos tirar a respiração por alguns momentos.
A concentração em atingir o que se quer e se propõe deve permanecer em nossas vidas como o pôr-do-sol: algo milagroso e natural ao mesmo tempo, mas findo ao seu devido tempo, prenunciando o renascer do astro.

Mirar um foco que produza positividade pra si e, conseqüentemente, pro mundo deve desencadear energia para. Mas sem perder a realidade da imprevisibilidade vital.

Assim, a vitória já é sem a obrigação de ser.

E bom é que ela seja já tendo sido.

Amém.


















A outra meta de que falei tem é um dos investimentos em meus estudos preparatórios pra uma nova conquista profissional. Isso tem exigido de mim esforço físico, após o investimento da libido (da vontade, do desejo que impulsionou buscar). É uma segunda etapa que tem me deixado cansada porque mudou um tanto minha rotina de energia. Adaptável ao seu tempo. Ao-seu-tempo que é o meu, também.

Estudos... estudos... estudos... que exigem descarga de energia e percurso de libido.

Fluindo...














Seria bom passar isso adiante: essa experiência de traçar metas. Um exercício que fiz há e registrei há algumas publicações atrás e deixei no passa-ou-repassa a todos os blogueiros. Pensem a respeito. São 7 coisas - assim a delimitei porque o 7 é o número representativo da perfeição - que devem ter característica não-impossível e num tempo de 365 dias. Atingindo 1/3 já se pode dar por satisfeito. Mas todas devem ter a capacidade de serem atingidas a partir de você. Porém, cada um faz o que lhe é interessante ao seu tempo. Embora, eu deseje aos outros que se permitam essa “brincadeira”.[risos]

Só que este desejar não é realizar porque não depende de mim e sim, de cada um. Fica a dica!

.

"Nada lhe posso dar que já não existam em você mesmo. Não posso abrir-lhe outro mundo de imagens, além daquele que há em sua própria alma. Nada lhe posso dar a não ser a oportunidade, o impulso, a chave. Eu o ajudarei a tornar visível o seu próprio mundo, e isso é tudo."
[Hermann Hesse]
















[Imagens e ultimo texto em negrito de Hesse.
Rapaz talentoso esse!]
.
Beijos

5 comentários:

Amaral disse...

AMEN à primeira parte do teu texto!
Bom que a vitória seja "já tendo sido"! - repito, mirando também esse foco.
As 7 metas vão ser atingidas, com toda a certeza!
Vou seguir a tua dica. Não vou precisar de sete... [sorriso] Vou contentar-me, por agora, com as suficientes que são do momento... Vou mirar o meu foco (já estou mirando há uns dias...), e acreditar.
Sei que já tenho "tudo" em mim. Só preciso manifestá-lo na minha realidade...

Como vês, segui o teu post, passo a passo!
Quando a mensagem é passada, o objectivo por que se escreveu está conseguido!
Parabéns, Paula!!!

markus disse...

Palavras cheias de razão, tudo existe dentro de nós, apenas temos de saber encontrar o que queremos no momento certo.

“…Ainda ontem eu menino
A viver de sonhos cheios
Hoje é o saco pequenino
De sonhos...dos sonhos meios”

Bom fds.Bjos***

Diego disse...

tudo que tu pode receber é aquilo que tu tens em ti... uau! confuso para os mortais, mas faz todo sentido.

sobre o percurso do libido tem um rapaz que fala coisas muito belas:

http://tribuenas.blogspot.com/2007/10/o-peso-do-mundo-o-amor-sob-o-fardo-da.html

=)

Girassol disse...

Deixar que as coisas sejam sem a obrigação de ser, faz-nos sentir uma leveza indescritível, e uma satisfação única.
Coloca talentoso nisso... já ele sabia que tudo o que podemos fazer é provocar "fome" no outro, porque o meio para a saciar, é o que cada um de nós precisa aprender e descobrir sozinho.

Um beijo.

Plugado disse...

Metas são desafios. Ms é bom desafiar-se. Isso é crescer. Ms exige empenho e força. Isso tudo aí q vc falou. E calro q torço e vibro por vc!!!!!!!!!!!

Beijãozão