Santa, pecadora... Olhar pra dentro é ver-se de verdade: enxergar os paradoxos e aceitar[si].

Minha foto
Maceió, Alagoas, Brazil
Santa, pecadora, com o Amor na veia e a alma nas vísceras.

Contagem regressiva para Tainá pipocar!!!

domingo, 14 de outubro de 2007

Coração é fervor no gelar

O coração é um há-mar, eterna imagem poética do tempo, com suas ondas indo e vindo, em eterno retorno. O tempo destrói tudo e acumula fracassos - e no íntimo: o mar também costuma representar o inconsciente a trazer pesadelos.

O leito lá permanece - nascer, morrer e reproduzir-se é pessoal, mas o reino do coração, do tempo do eu, em contraposição ao tempo do mundo, fica inalterado para fazer surgir e acolher o que fenece.

E o Amor vem pra se introjetar na costumeira representatividade, em significantes, o inconsciente a trazer os sonhos de águas límpidas e calmas.

E eis que a paisagem se modela em há-mar.


“O amor nunca diz
que esta é a última vez.”
(Thich Nhat Hanh)



Beijos de uma maçã-pingüim![risos]

.

.

.

Em tempo, (devido a uma publicação em outro blog que não me agradou sobre um recorte de um diálogo travado):

Não espero aplausos e que me ponham (a mim e a meu espaço) em algum tipo de pedestal. O meu narcisismo não é patológico. Sou temperamental, imperfeita, perco a paciência, não quero me expor a travar de trocas inadequadas (mesmo com a aparência de gentis trocas de conhecimentos e opiniões) por causa de egos inflamados que teimam em gerar polêmicas para mim sem qualquer fundamento.

Aceito de bom grado ser questionada, criticada, até difamada por pessoas que estejam do "outro" lado. Mas complicações internas, meus amores, me perdoem, eu não perderei tempo "tentando" solucionar. Sou uma profissional dedicada, arrojada e, sem falsa modéstia, competente e em busca de crescimento, mas não dou consultas on-line e muito menos grátis.[risos]

Aqui sou na igualdade existencial de todos: uma simples blogueira com suas auto-definições e seu direito de conduzir e modelar seu (o meu) espaço.

Beijos autênticos, como assim sou e tristes como assim fico quando diálogo com quem estimo toma ares de briga. Pois, aprendam: a gente só briga com quem a gente Ama! Espero que aquele que considero amigo blogueiro continue no roll dos que merecem esse lugar: de quem Amo, porque Amo aqueles que considero amigos (mesmo com a deficiência espacial que a virtualidade nos dá).

17 comentários:

Anônimo disse...

Tem vaga nesse sonhar?rs

andrea disse...

Esquenta não amore, é assim mesmo. Quando as pessoas nos lêem se vêem em nós, como vc mesma fala tão bem. E oq vêem querem mudar, como se quisessem mudar a si mesmas, no caso! Espero q a pessoa se explique pq um mal entendido sempre ocorre numa amizade. Ms a gente n pode corresponder ao q o outro quer q a gente entenda!

Bjs

Plugado disse...

Adorei a cumplicidade a lá pingüins!rs E como a frase diz

“O amor nunca diz
que esta é a última vez.”
(Thich Nhat Hanh)

Mesmo pra amizade. ;)))

Beijãzão.

Anne disse...

Amo o mar, mas o meu anda um tanto revolto...momentos de calmaria e alguns maremotos, como sempre!
Eu adoro seu blog, seu jeito, suas idéias, seus comentários, fico mto feliz qdo vc passa no chá. Tb não dou consultas de grátis e nem online e a pessoa que posta não é a profissional, sou eu, pessoa, ser humano, minhas implicancias, historias, bobagens...eu completa, nao somente eu profissional. Tanto q nem falo do meu trabalho lá, nao quero confusões.
Adoro aqui, quem não gosta, que não leia!!!
Bjos, ótima semana pra vc

ki-colado disse...

Então Paula Calixto: O meu iniverso não é composto de fragmentos. Existe sentido em cada ação em nós. Racionalmente tenho que fazer "jus" ao selo ganho. Depois quero lembrar-te que vivemos dentro de uma democracia cujo principio é liberdade de expressão teoricamente falando. Já fui bastante analizado no passado e descobri com coragem, que possuo uma essência no fundo boa, o que me fornece condições para "provocações" saudáveis. Ademais, uso a tal inteligência emocional que é bem mais profunda do que a inteligência racional. E sei que existe um outro tipo ainda superior de inteligência que pode ser a sua. (risos)

Beijos atrevidos.

Paula Calixto disse...

Deixei em aprovação este comentpario do Ki-colado porque AINDA o tenho em estima como amigo blogueiro e para finalizar o embate (que, em minha percepção, tomou ares desnecessários). Deixo também a réplica aqui publicada, porque o direito da liberdade de expressão não me Ilimita a publicá-lo em uma publicação oficial e não tenho intenção de fazê-lo que meu espaço não tem essa finalidade. É uma finalização (espero) de um debate iniciado no espaço dos comentários da minha publicação anterior, seguida no espaço correspondente nas duas ultimas publicações do blog do ki-coldado (Metamorfosebloguística). E "Zé-fini", que esse tipo de coisa é de bom tom em trocas de emails e de msn (este que uso quase nada!).

Segue a cópia de minhas resposta final...

Paula Calixto disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Paula Calixto disse...

Em nenhum momento mencionei que o selo (que é seu porque o dei por se fazer merecer) não seria merecido! No mais, cada um tem uma forma bem sua de lidar com a vida, enxergá-la e ao Amor, por exemplo. Minha crítica e desabono foi a uma questão de respeito e cordialidade que exitem (ou deve existir) entre amigos, que ultrapassa a tão falada liberdade de expressão. O comentário é MEU, amigo! E nada demais ter tido o bom tom de me informar, que fosse, que o publicaria, principalmente, dando o viés que você deu a ele! Mas, o entendo. Sei que foi SUA a necessidade de explicar aos outros que "não se importa com número de visitas e comentários". O que não tenho. Pois, meu comentário foi um aviso ao tamanho da publicação que te indiquei a ler (o que é preciso disposição e paciência para ler um texto grande e complexo, filosófico). Por fim, não sou mais e nem menos em nada que você! Não me ponha em qualquer pedestal porque não mereço! Eu mesmo me ponho no topo da árvore porque é o meu-sabido do que sou em essência. Compreende? E, realmente, confesso, amigo: não gosto de ironias, mas curto provocações em aspectos de debates literários, porém... sem excessos do "eu sei tudo, você não sabe"! Porque entendo que o processo de uma conversa franca, com conteúdos e produtivas são no âmbito do "eu entendo assim e você entende assado, legal!". Sacou? [;)] Por fim, uma dica: uma consulta à Constituição Federal e ao CPB é sempre salutar pra elucidar melhor o entendimento sobre essa questão da liberdade de expressão. [;)]

Beijos e... o cahmo de atrevido sempre em menção à definição do é este termo em meu blog, portanto, é um ELOGIO!

Plugado disse...

Eu peço a vc com o amor do q te peço sempre q n responda mais e nem vá mais aquele blog desse ki-colado. Já tá irritando a mim e n admito ver minha maçã sendo tentada ser colhida com uma "tetéia"! Passou dos limites a arrogância do sr. Matamorfoseblogística! Tá precisando de metamorfose mesmo! Tô aq do seu lado e peço q vc permita meu comentário. É um pedido de amor mesmo!

Bejs e TE AMO!

Plugado disse...

Quanto aos seu post q foi desvirtualizado com sua imagem ganhando forma de celebridade em blog alheio...... amor é fervor mesmo e só quem sabe quem se esquenta com ele! Nós sabemos muito bem disso!

Quem n entende.... q se abençoe com a dádiva!

Beijãozão.

Paula Calixto disse...

Tá Amor! Resolução a dois, concedo seu pedido e conversinhas nossas particulares, ok?

Te Amo tb. Beijos.

Paulo Sempre disse...

Desde o Jardim de EDEN que Adão e Eva mereceram uma sentença divina bastante devastadora: "toda a criação tera no seu parto dor" e "o Paráiso na terra" acabou!!!
Foi tudo uma questão de "maçã"...(presente envenenado da parte do Diabo).
Hoje ainda há dor...uma dor maior quandos os paradoxos dos desejos se confundem com o amor e vice-versa...
É assim.....
Beijo
Paulo

Paula Calixto disse...

Pois é, Paulo... a desvirtualização do termo e do significante "maçã" tomou seus ares por criação de Moisés, copiado de outro texto de uma civilização pagã e adaptado por ele. Não sei porque a escolha do fruto ter sido a "maçã". Teria Moisés uma questão libidinal com a fruta? Textos históricos e filosóficos abrangem o tema. Ma o Gêneses é ficção!!!

E eu prefiro o simbolismo de Freud e Machado de Assis![risos]

Beijos, querido e grata pela visita!

Aline e Marcelo disse...

Bem isso, o amor é a constatação de que existe um mar em nossos corações.
Poucos são os que tem coragem para velejar em mar aberto a procura de seu porto seguro.
O amor esconde muitas armadilhas também, reconheço, mas sem amor, sem mar, nos tornamos desertos de areia.
Eu estou em pleno mar aberto velejando alegremente sob a luz do sol e o som das marolas serenas, espero que assim continue...

Beijos nossos.

ki-colado disse...

plugado disse...

Essa briga tonta e essa atitude de dar celebridade a Paula já tá é me irritando, cara! Qual é a tua? Essa maçã tem dono e n foi deselegante e podre em nenhum momento cm vc! Entendo muito bem de liberdade de expressão e Direito. Começa a maneirar q essa maçã n tá disponível!

E arrogância a gente reconhece de imediato em vc!! Começa a maneirar e tira o nome dela das suas publicações. É o melhor a fazer.


obs. Plugado tem ligação com dono? (rsrs)

Diego disse...

ow, muito obrigado pela visita! espero que frequênte a casa!

vim retibuir e achei bem elgal seu blog, realmente sempre brigamos com aqueles que amamos, e geralmente dói muito mais na gente, mas acho que só brigamos com estas pessoas por que no importamos com "os momentos" delas.

Paula Calixto disse...

A quem interessar possa:

"Plugado" MORA com a donA do blog!

E minha intimidade é MINNHA! [;)]