Santa, pecadora... Olhar pra dentro é ver-se de verdade: enxergar os paradoxos e aceitar[si].

Minha foto
Maceió, Alagoas, Brazil
Santa, pecadora, com o Amor na veia e a alma nas vísceras.

Contagem regressiva para Tainá pipocar!!!

segunda-feira, 20 de agosto de 2007

Natureza [d]eficiente

Pedacinhos da "minha" terra-água:






































Entre conversas e papos de msn, eu vejo cada vez onde a natureza é deficiente e esbanja eficiência! Tudo isso aí acima é o desfrute de minha terrinha e não vejo lugar mais representativo do que possa vir a ser, no mais nobre grau, a alma humana. Na realidade, assim é o que há em volta e assim não o é o que jaz em muitos seres-humanos viventes.

Hoje é minha 100ª postagem e bem melhor seria uma poesia ou uma postagem puramente doce para enfeitar de encanto o meu blog, mas entendo que o encanto mora na naturalidade e na autenticidade.

Entre tanta conversa ontem no msn de desabafo de um amigo indignado com a postura que vai do desespero ao desabor de uma namorada infeliz de seu amigo-irmão, fiquei a refletir e a aconselhá-lo que as pessoas nem sempre se encantam por dentro com a Vida! Impregnam-se de desamor e, por mais que se esforcem em não querer isso, o Amor que buscam e desejam encontrar em alguém só resulta em desamor de si mesmas.

Frustradas, açoitam a todos que tanto lhe fazem enxergar, quanto lhe servem de vítimas para desconto de suas insatisfações e derrotas: "o outro é sempre o culpado, não importa quem seja, se é na figura do amigo dele, de alguma paquera dele, do irmão que fala a verdade, da amiga que abre (ou tenta abrir) os olhos...". Quem não entende que insistir no vazio em nome de "devo tentar, desistir é derrota", vai encontrar vazio maior em si!!! Quando não há o que mudar mais, derrotar-se é permanecer insistindo e isso nada tem a ver com continuar lutando.

A gente só luta quando há probabilidade de vitória!!! Quando isso já não existe (ou nunca existiu!) o que há é amargura, humilhação, contentamento com migalhas e isso só aos vermes deve ser oferecido e só estes podem aceitar; seres-humanos não devem agir como vermes, mas agem! É triste!



Falando em Há-Mar... como no azul dessas águas lindas, que mais parecem um céu com cometas disfarçados em motores rasgando lindamente... assim eu vejo que a alma humana em sua plenitude de tudo que Há de Mar deve ser/estar. O To Be em todos os sentidos!!!

Queria meu blog todo azul hoje porque azul é a cor que me traduz. Com mesclas de vermelho, rosa, laranja e o colorido de tudo que há de cores no mundo, eu sei. Mas, Azul é A cor do [meu]infinito!!! E não deve ser por acaso To Be assim![risos]

Amigo, vamos ser Azuis e deixar que as cores venham como coadjuvantes em corais, arrecifes, navios... O que importa é o que engloba e o Mar engole tudo, até o que não o faz bem: isso ele expulsa e devolve!

Eu posso ser uma maçã vermelha por fora, branca por dentro e com pintinhas de marrom em pequenas sementes; mas, o azul é minha essência porque é de lá que eu e todos viemos! Nada há melhor no complemento em forma de fruto da harmonia de terra, vento e água. O fogo... esse é o sabor doce que escondo por dentro.

(É.. tá vendo... começou de um jeito e terminou de outro:
da divagação da [d]eficiência, a poesia tomou conta e
cedeu a vez pra eficiência de ser/estar!
Que assim é/seja a vida!
Tudo no To Be de grandes mordidas,
doces sabores,
profundos mergulhos
e saciar de sede!)

Beijos que meu momento, em todos os sentidos, é mesmo Há-Mar em Sabor de Ser... estar.

8 comentários:

Paula Calixto disse...

Aos amigos queridos que me perdoem a ausência nos blogs. Ausência que se mistura em falta de tempo (esse clichê miserável, mas verídico) por tantas ocupações que me impedem até de alimentar minha terra aqui, quanto ao desalento de não receber notícias de outros galhos que gosto tanto e me fazem falta.

Freud explica![risos]

Mas, minha necessidade de lê-los é o que me faz falta, primordialmente e o que me frustra em primeiro lugar. Mas, não desperdiço o comentário porquê não me permite a minha natureza não ser autêntica![risos]

Não liguem! Eu sou uma gargalhada!!![risos] E vagarei em breve por vocês com mais assiduidade![;)]

Beijos

naenorocha1@hotmail.com disse...

VIDA

A vida é mais que um verso
Que julgamento perverso
A vida é mesmo o universo
Dessa tristeza
E se você me quiser
Com esperança e com fé
Afaste a negra maré
Dessa tristeza.

Veja na tarde uma estrada
Reta, morna, sombreada
Serenamente deitada
Isso é beleza
No fim da tarde encarnada
Uma paisagem inventada
Pode ser tudo e ser nada
Isso é beleza

Beleza é ver Teresina
Antes da noite
O seu escuro mais negro
Na margem de cá do rio.
Beleza é ter na piscina
A consciência do mar
E o navegar sem apego
De um imaginário navio.

Lindo o que vi e li.

Um beijo
Naeno

www.poemusicas.blogspot.com

naenorocha1@hotmail.com disse...

Posso linkar o teu blog junto aos meus afins.

Um beijo
Naeno

Camarada Choco disse...

Divulgação

Mais um Blog que se tornou um Livro!

Filme da apresentação disponível no YouTube em “Camarada Choco”

www.camaradachoco.blogspot.com

Mila disse...

Paula,
Vi comentarios seus em alguns blogs e vim conhecer o seu canto... Adorei tudo aqui... e que terra linda a sua... um dia ainda vou conhecer... ver este mar azul, qual piscina, com esta cara de verão... oh coisa boa pra começar o dia. Estou te linkando la no meu mundo, pra poder vir visitar sempre!
Parabens!!!
beijos Mila

ki-colado disse...

Sempre o melhor prazer é o que encontramos dentro de nós mesmos. A Natureza...

Paula Calixto disse...

Naeno, pode linkar sim. Mas ficou difícil ir ao seu espaço porque você não postou com o endereço do seu blog![:(]

Muito grata pela bela poesia!

Beijos
-------------------------------------
Camaradachoco, divulgação eu não tenho nada conta em meu espaço, mas tu vir aqui só divulgar e nem sequer comentar nadica de nada sobre MEU espaço é de muito mal gosto, viu?![:x]

Mas, boa sorte!
-----------------------------------
A mila eu comento no blog dela e linko o dela também![;)]

Beijos

Sophiamar disse...

Na natureza há de tudo um pouco.
Beijinhos