Santa, pecadora... Olhar pra dentro é ver-se de verdade: enxergar os paradoxos e aceitar[si].

Minha foto
Maceió, Alagoas, Brazil
Santa, pecadora, com o Amor na veia e a alma nas vísceras.

Contagem regressiva para Tainá pipocar!!!

quarta-feira, 27 de junho de 2007

Não há fim nas distâncias que irei percorrer


A minha vida amorosa é feita de idas e vindas a um mesmo coração. Embora tenha, entre intervalos, percorrido outros terrenos pulsantes continua sendo inacreditável para mim e para ele o quanto o destino nos reaproxima e, numa surpreendente certeza... nos reencontramos.
E em anos e anos de reencontros a surprêsa de descoberta do outro se apresenta como que susto e encantamento.[risos]
Em nossos encontros e, nos mais recentes, é inevitável a sensação de certeza de que a separação é tão inevitável quanto a união. Dualidade certas e balança pendida cada vez mais pra um dos lados. Isso desperta medo, alegria, prazer e vazio no pensar.
O sentir é estranho![risos]


Visão da janela do cantinho:
coqueirais da praia do Francês

E, enquanto meu corpo enganava minha alma com o som de L. Kravitz em "I belong to You" [em intenções de sensualidade e letra misturadas!kkkkkkkkk...], a alma dele me encaminhou a outro som que, de espanto, nunca esperei ouvir do pulsar dele.
Assim foi minha noitinha de terça, do início olhando pra uma alma relacionada em minha percepção a Bed Religion e outros sons de rock... de um novo início e ao fim de um novo som, ao embalo de "Hunting High and Low" - a-Ha




Com aquele trechinho que diz:
"Aqui estou eu
E ao alcance de minha mão
Ela parece dormir
Ela esta mais doce do que o mais
Selvagem sonho
Podia vê-la
E eu assisto-a ir embora
Mas eu sei que estarei caçando por toda parte
Toda parte...
Não há fim nas distâncias que irei
Percorrer para caçar por toda parte
Toda parte..."

E ao fim ou ao [re]começo
de tudo e pra onde isso tudo [nos]
levar... eu só posso dizer a mim e a ele [meu coisinha]:

"Mentalize o melhor...esteja pronto para o pior
e agradeça o que vier "


Porque a vida é um eterno recomeço e nela não há fins, há buscas, encontros e re-encontros num eterno caçar por toda parte onde... Não há fim nas distâncias que se percorrem.
A vida é [re]aprendizado e eternidade na efemeridade.
Um paradoxo em ser infinito é viver!!!
E nisso... faz parte da caçada AMAR em há-mar.

Beijos


7 comentários:

Plugado disse...

Um mistério..

quem é a Fênix de quem?hahahahahaha
Beijão

um pensamento solto de vanda disse...

A minha vida amorosa também é assim descompassada! as vezes não entendo nada!
e o melhor mesmo é enganar a alma e o corpo com uma musica!

foto da praia...muito bonita esse lugar!
beijos e bom fim de semana

Anônimo disse...

quem n tem sentimentos n se mostra e n há procura por parte de ambos desse jeito. isso pode ter certeza. um mero caso corriqueiro, ou uma mera distração, n dura mais q 2, 3 ou 4 encontros prum homem e pruma mulher.

xero forte e evolução sempre
**=)

ki-colado disse...

Os contratos amorosos sem registro em cartório são conturbados. Programações ao vento colhe-se toda natureza de aventualidades. Mas, faz parte do show onde os atores revezam-se nos papéis. Um dia tudo acaba bem deslizante com o tempo. O tempo tem as respostas que buscamos para as nossas perguntas que estão guardades bem no fundo de nossa alma. Basta apenas entender que o tempo sempre ri a toa da nossa cara por querer-mos compor uma história que já foi pré-determinada quando o mundo foi fundado debaixo das leis imutáveis do criador. Entretanto... errar é humano, e persistir no erro faz parte das paixões.

Doutroladodomar disse...

Nada como estar-se juntos pelo querer , pelo sentir...o resto é bijuteria. Bj

un dress disse...

senTir:

ciclicamente


...


como tudo na vida sempre


...


sabedoria:

aceitar assim.



beijO.PauLa

Girassol disse...

Quem está fora pode ter dificuldade em entender o que motiva certos amores, mas quem vive as histórias conhece todos os motivos, alegrias e dores que a compõe.

Existem amores que vão e voltam, vão e voltam... tantas vezes que lhes perdemos a conta. São amores eternos, pessoas tatuadas na nossa alma, coração e corpo. Das quais esperamos tudo e nada.
Amores que nos trazem serenidade para entender que a vida é efémera sim, que coisas más ou boas podem vir, mas o importante é estar lá a sentir e experienciar tudo o que é eterno enquanto dura.

Beijinhos