Santa, pecadora... Olhar pra dentro é ver-se de verdade: enxergar os paradoxos e aceitar[si].

Minha foto
Maceió, Alagoas, Brazil
Santa, pecadora, com o Amor na veia e a alma nas vísceras.

Contagem regressiva para Tainá pipocar!!!

sexta-feira, 2 de janeiro de 2009

In-flor.



Eu floreio em tu porque tu me há-carecia!










E agora começou. E agente pode se perguntar: “e há algo que não se termina?”. É que tudo que é começo, um dia finda. Do eterno-finda: um fim de começo é a vida. É que a gente carece de necessita. Porque a palavra no coração faz moradia. [“Moça-esperta: fundi língua e víscera!”] E é nesse inter-valo que a gente se anima. É que a gente carece mesmo de necessita. Um começo de fim-eterno vestido de [in]infinito. É que tudo a gente carece de expresso-ar. E a gente precisa de liga. E a língua é só um mistério que dá vez pra aquilo que o coração aspira. No “eu te amo” demonstrado há mais deserto-habitado que metrópole-de-idas. Pois, sertão não se cria: se inicia. Sertão é um fértil que só semeia em quem se arrisca! [“E dá um medo danado!”] Mas é que medo é prova de vida.

Só morre quem de coragem é só -- só: coragem em que se habita. Porque em quem vive o medo se assimila. É que a gente carece de necessita. E o “eu te amo” não se fala; se grita! Feito chuva que bate no sertão, feito mar que no sertão já foi: existe. Mas só se sente pra quem descobre que sentido há-ser em ver-de- vida. Foi, é, será um dia. E na noite que a gente mora só há uma espera: o dia -- imensidão sentida.

Florir é paciência -- paciência que se infla. Porque pra demonstrar é preciso carecer: crescer com o que se necessita.

Eu desabrocho em tu porque você é em mim um carecer-de-flor-ir. Com medo a gente se necessita. É no quê de coragem que o nós se infla!

Pessoas são pétalas duma flor que se habita.

Nós: é pétalas-de-companhia...



Nas mãos da Vida: cor-flor-ida.


*

*

*

[Imagens by "pai"Google.

Som by "tio"Imeem.]

_______________________________

____________________________________________

Beijos flor de noite-dia.

10 comentários:

Paula Calixto disse...

Amar é estação-inteira.

_________________________

Beijos nim tudo.

Paulo R Diesel disse...

Amar é amar e pronto e ponto e só e tudo.

Beijo

ki-colado disse...

É na coragem que muitos se encontram.

elvira carvalho disse...

Depois de uns dias de ausência, (desta vez foi o pc que foi para o hospital) estou de regresso.
Agradeço-lhe e retribuo os votos de bom 2009.
Um abraço e bom fim de semana

Cris disse...

Oi, queridona..

Tudo que tem começo um dia finda ou se modifica, depende a qualidade do amor...

Beijos minha linda.

Flávia disse...

Eu passei o dia de hoje pensando sobre fins, sobre começos, tentei escrever alguma coisa sobre, mas as idéias se embolaram na minha cabeça e não levei adiante. Bastou-me saber que onde há um, sempre há a chance do outro existir também.

Um beijo, querida.

Paula Calixto disse...

Fim: começo de algo. Se finda ou não, vai porque um dia veio!

;)

Beijos, lindezas.

TH disse...

Essa frase do fim nunca teve um significado tão oportuno pra mim quanto agora...
TE AMO, LINDA

TH disse...

Essa frase do fim nunca teve um significado tão oportuno pra mim quanto agora...
TE AMO, LINDA

esraa disse...

Dear paula

please see those videos

http://www.youtube.com/watch?v=Gvt1M7Xp2Uw&eurl=http://widget.slide.com/version/20090105214456/widgets/fw/adapters/wrapper_youtube.swf?playerUrl=http://www.youtube.com/

http://video.google.com/videoplay?docid=-2451908450811690589&ei=PCBYSZT1M4P6-QHInZC9Cg&q=occupation+101

then help us to publish them

and please vest those blogs
http://nowingaza.blogspot.com/
http://gazatoday.blogspot.com/
http://affendina.blogspot.com/

thank you very much