Santa, pecadora... Olhar pra dentro é ver-se de verdade: enxergar os paradoxos e aceitar[si].

Minha foto
Maceió, Alagoas, Brazil
Santa, pecadora, com o Amor na veia e a alma nas vísceras.

Contagem regressiva para Tainá pipocar!!!

sexta-feira, 2 de maio de 2008

Anormal ou A normal... [?] Eis uma questão.

Ao up de "Liberdade para dentro da cabeça" - Natiruts


_________________________


Pessoas não nascem prontas, mas o modo como são construídas é diverso. O que muitas vezes é A raiz do que angustia e sufoca por dentro. Eclosão é conseqüência, não causa.

O mundo exige o tempo todo do indivíduo que seja assim, que seja assado, que aja desse jeito e não daquele, que não cometa um deslize... Que seja perfeito! E o que é perfeição? E o que é existência? Onde, especificamente, essas duas se fundem?!

E a luta incessante de atingir as exigências externas e as já introjetadas, neste caso, internas, é uma perfeita re-produção do ato de nascer: angústia pura! Emergir num eterno submergir em contra-senso próprio [in]consciente. O sistema faz do ser-humano o que ele é e o ser-humano se permite isso e propaga "a causa". Ponto.

O que eu estou querendo dizer é que você não tem que atingir a todo custo metas que não são suas, e que jamais atingirá um estado de perfeição. E que, principalmente, aquilo que Os Outros exigem que você seja é, justamente, aquilo que eles não conseguem e nunca conseguirão ser. Aquilo que te cobram é o que não suportam se cobrar por ser impossível de atingirem.

Portanto, não carregue cargas que não são suas! ACORDE! Ou continue no sonho/pesadelo – na ilusão. Em ambos os casos tudo é um surto; e equilibrar-se nisso é que te faz mágico.

Não há equilíbrio se algo pesa mais em um lado da balança. Livre-se dos pesos desnecessários, inúteis! Seja leve – só assim é que se voa.


__________________________

[Imagens by "pai"Google]
*
*
*
Beijos leves.


18 comentários:

Paula Calixto disse...

"Desigualdades e a luta
Afim de encontrar
A liberdade e a paz
Que a alma precisa ter"

_______________

Levitando...

Beijos nim tudo.

Mila disse...

Saudades imensas de ti dona Eva... Por onde anda a dona das verdades e das maças mais perfeitas???
Beijos Mila

Ricardo Rayol disse...

eu juro que tetnto manter uma certa leveza mas meus grilhões não deixam, sou normal, mas só de longe.

tita coelho disse...

Saudades de ti, estou retornando querida!!
beijos

Cris disse...

Querida Paulinha...

Sempre delícia te receber no meu sítio, outra vir aquí e aprender.
Livrar-se dos pesos e conseguir voar: meu maior desafio.

beijo, linda

Paulo R Diesel disse...

Falou pouco mas falou tudo.

E que venham ou que vão ou, sei lá, as metas.

Bj.

Maria Clarinda disse...

(...)Aquilo que te cobram é o que não suportam se cobrar por ser impossível de atingirem.


Limdo,. adorei andar pelo teu espaço.
Jhs

ki-colado disse...

Paulinha você já enlouqueceu? (rs)

Porque será que todo profissional na área da psicologia tem medo de enlouquecer?

"ME LARGUEM!!! ME LARGUEM!!!
"EU NÃO FIZ NADA"
"EU NÂO FIZ NADA"

"Ele está com muito SOFRIMENTO...
Vamos ter que encontrar um lugar para Ele..."

Marcelo Martins disse...

"Seja leve, só assim é que se vôa", lindo isso.
Vou até colocar em meu MSN,rs
As pessoas devem mesmo se ligar mais em seus próprios anseios, desejos e necessidades. Sem carregar tanto o peso dos outros.
Deixar o que não presta no passado e tratar de ser feliz em busca de seus sonhos, realizando eles ou não, tanto faz, o importante é sonhar.

Beijos,Paulinha.

Paula Calixto disse...

"Porque será que todo profissional na área da psicologia tem medo de enlouquecer?"

Ki-colado, pode ser que nem TODAS, mas CERTAS GENERALIZAÇÕES SÃO DE UM BURRICE PROFUNDA! [risos]

E... Como dizia Lispector: "A minha lucidez é que é perigosa."

Eu acrescento que julgamentos, também! O que é muito diferente de análise.(;

[risos]

___________

Beijos em TODOS! Amo TODOS os comentários que aprovo!!! (;
(((:

Luiz disse...

Paula, dá uma chegadinha no Imperfeito...

Mário Margaride disse...

Querida amiga Paula.

É sempre relativa a apreciação do chamado normal, ou anormal. Depende sempre da perspectiva, como se vêem e analisam comportamentos e atitudes, diante do nosso conceito de "normalidade", e "anormalidade".
Para muitos de nós. Ser normal, é ser moldado à nossa imagem comportamental. Caso contrário, será anormal. Mas muitos de nós, ser diferente, é ser anormal.

Gostei muito deste texto, amiga.

Bom fim de semana

Beijinhos

elvira carvalho disse...

Normal, anormal, tudo depende da perspectiva de cada um. Aquilo que para mim é normal poderá ser anormal para si e vice-versa.
Bom Domningo.
Um abraço

Lorita disse...

E todo vez que venho aqui, levo um tapinha no rosto com suas palavras (leia-se a carapuça me serve)! rs...

Bjm

Diego disse...

Como as pessoas completam-se?

somos criaturas presas a regras de conduta, a convenções, paradigmas, tabus, crenças e crenças em descrenças, escravos de nós mesmos!

somos seres submissos, desagradáveis e que não sabem absolutamente nada dos outros, não sabemos nada dos mundo que vivemos e nem de nós mesmo, vivemos de conjecturas, sobre alicerces de achismos.

bueno... concordo quando vc diz que: "aquilo que Os Outros exigem que você seja é, justamente, aquilo que eles não conseguem e nunca conseguirão ser".

creiamos mais em nós do que no desconhecido, talvez assim haja alguma evolução antes do triste fim que nos arrebatará.

Madalena Barranco disse...

Querida dona Maçãzinha, sua reflexão, com certeza, ajudará a muitos leitores que têm mania de perfeição. Às vezes eu me julgo um pouquinho assim, mas depois acabo deixando que pequenos detalhes fiquem aparentemente "fora do lugar". Puxa, hoje eu li algo sobre perfeição no blog Acqua da Lunna Guedes que explica sobre o que é "wabi sabi" - é bem legal - fala justamente sobre a beleza da imperfeição! Adorei seu texto, que complementou minha reflexão do dia a esse respeito. Beijos.

Tâmara disse...

Perfeiçao e existencia....
Duelo traçado!

Bjo!!!

ki-colado disse...

É...
De fato Paulinha.
Tens razão.
[risos]

Estive dentro dum sanatório
e só vi pessoas normais por lá...
E ESSE É O MEU GRANDE E MAIOR MEDO.
[risos]

Bjo.