Santa, pecadora... Olhar pra dentro é ver-se de verdade: enxergar os paradoxos e aceitar[si].

Minha foto
Maceió, Alagoas, Brazil
Santa, pecadora, com o Amor na veia e a alma nas vísceras.

Contagem regressiva para Tainá pipocar!!!

sexta-feira, 4 de abril de 2008

O pouco dO tanto por aí... [Em]canto

["Certas Coisas" - Lulu Santos]

____________________
_______________________

O Si acha-Si!

Cores.

Une-verso.

Gente.

Variações- de- Si’s.

Quem não as ama não sI-sabe!

_________

Porque me é certo-dentro que a gente nunca está sozinho na caminhada, mas solitariamente acompanhado. A solidão é não enxergar a companhia ao lado; que sempre temos.

A Coisa tem muito: tem a Falta; e na falta há o Outro, perdendo-se o Si-aí.

Re-encontros[i].

Silêncio e som, do que somos feitos e efeito disso é o que há na falta: Você[u]. Na falta da voz a palavra sublima seu ecoar e apresenta-se.

Esconde-se para ser vista.

Sapiência!

Embora, possa ser este só seu nome e sobrenome, (ou possa ter mais) a multiplicidade na unicidade são inerentes a si mesmas.

Cada uma [re]cria-se do jeito que se pode, mas [re]criar-se é algo fluido e constante.

E a cada olhada no espelho há uma

constante-face-nova

máscara-translúcida

perene-eterna

do si-mesmo.

Não há escapatória para ser O humano a quem é ser-humano. Ao menos, é o que concluo dessa vida-paradoxo nesse mundo-surto. [risos]



À uma flor que teima em voar,



à uma maçã que teima em colher...




Só resta Viver!




_____***_____

[Imagens by "pai"Google]

*
|
*
Beijos ecoados em silêncio e som.

14 comentários:

Paula Calixto disse...

O que eu deixo nos outros
eu resgato,
porque do mim mesmo
eu só posso
emprestar
O pouco dO tanto.

[Sempre: Paula Calixto]

Beijos nim tudo.

Thiago Kuerques disse...

Sei não mas concordo com tudo que disse por lá. Escreveu um texto maior até que a própria postagem. Sei que é um lugar-comum mas ando entendendo um pouco porque voce é a maçã do topo.
Beijos

Whispers in night disse...

Ola linda Paula!

Dentro de nos existe sempre dois seres, o mal e o bem, para todo lugar que vamos eles tb vao.

Resta agora a nos saber ver qual dos seres queremos olhar no espelho da vida, qual ser queremos deixar reinar no nosso mundo que se chama vida

Obrigado Paula pelas palavras lindas deixadas no whispers, valeu menina, palavras sao as forcas dos bracos invisiveis para abracar a alma e o coracao

Que tenhas bom fim de semana
Mil beijos
Rachel

Rafael Velasquez disse...

maça que se auto-colhe...

comecardenovo disse...

Olá paula
Como sempre é um prazer vir aqui.
Boa semana

Lorita disse...

Linda a dança de palavras que vc criou, lindas as imagens tb, me senti leve como uma pena leve...

bjm

ki-colado disse...

Pronto cheguei aqui no seu pedaço Paulinha. Estava voando e quase não deu tempo de aterrizar. (rs)

Paulinha, vejo algo bom em ti, que é a simplicidade com a qual você trata assuntos complexos.Parece que você nasceu para ter contato com as complicações, e sair sorrindo com seu jeito descontraído de ser.

Afinal... a gente aprende que há problemas por todos os lados e que a vida é um breve momento para o cumprimento do nosso destino.

Então, porque enfadonhar-se... né?

Saudações Paulinha.

lccm disse...

gostei dos traços dos desenhos. São seus ? Gostei do texto tambem, um belo e reflexivo jogo de palavras. beijo

tita coelho disse...

Sábias palavras Paula! Gostei demais!
P.S te mandeie-mail :)
beijos

Madalena Barranco disse...

Oh, dona maçãzinha, desta vez você falou de algo que é muito importante... Aceitar sua forma de ser e todas aquelas que são nossas e voejam como borboletas por dentro e ao redor de nós... Puxa, a primeira imagem da menina puxando outra voadora disse tudo! Beijos.

Tatá disse...

Uma saudade grande de passar aqui e me deliciar com seus belíssimos textos, que tanto me fazem bem.
Tudo lindo, maravilhoso e encantador, tal como você, amore.
Vou ler tudo de cabo a rabo!
Mas esse excerto vou carregar comigo: "...A solidão é não enxergar a companhia ao lado; que sempre temos..."
Beijão

Diego disse...

uma questão de ocasionalidade da interpretação, do ver o que se quer, mesmo que sozinho lhe pareça. A falta do outro não poderia ser a falta de ver o outro ao lado?

A saturação da ausência! uma estranha fase de gostoso paladar... vida... por que?

beijo

Maria Laura disse...

Resta viver. Da melhor forma possível. Aceitando-nos e estando atentos, a nós e aos outros.

Mila disse...

Amei a primeira imagem!!!!
Quero ser a menina que voa... mesmo que tenha uma cordinha com alguem a guiar...
Beijos Mila