Santa, pecadora... Olhar pra dentro é ver-se de verdade: enxergar os paradoxos e aceitar[si].

Minha foto
Maceió, Alagoas, Brazil
Santa, pecadora, com o Amor na veia e a alma nas vísceras.

Contagem regressiva para Tainá pipocar!!!

terça-feira, 11 de março de 2008

Seqüência que só a subjetividade abriga.

No play: "All I want is you" - U2



-------------------#-------------------------

------------------#-----------

---------#-------




Ou

de

quando

tudo

é

tudo

ou

é

nada



*

*

Quantas vezes resumimos nossas vidas inteiras em algumas horas, ou mesmo minutos, de devaneio, seguindo uma seqüência lógica? Dizem que na hora da morte a pessoa vê a vida inteira passar em sua frente em questões de segundos. E quantas vezes um acontecimento ocorrido há dias, semanas, meses e nós ainda estamos pensando nele?! Quantas vezes pedimos um tempo para pensar; mas que tempo é esse?! Esse tempo é regido pela lógica ou cronômetro?

Em nossas vidas até o tempo é divido, até o senhor da razão é bifurcado. O que na maior parte do tempo não nos damos conta. Não percebemos na vivência o quanto de diferença isso faz. Pois, não é o tempo cronológico que delimita a maturidade de alguém. E nem sempre o tempo lógico condiz nisso, também.

Imagine quantas pessoas existem com 40/50 anos e numa mentalidade de ver a vida como se tivessem 20 anos. E, por outro lado, quantas existem com seus 20/25 anos com uma mentalidade de verdadeiros velhos, como se a vida já tivesse prestes a acabar e de nada valesse. E quantos idosos somente ao chegar a “terceira idade” desenvolvem a mente jovial de 30 anos.

A seqüência das nossas ações e dos acontecimentos em nossas vidas pode obedecer a lógica ou ao cronômetro. No entanto, o que importa entender é que os ponteiros do relógio nem sempre regem os marcadores de espaço/tempo internos. Essa discrepância tem muito sentido sim, e ao mesmo tempo foge a definição de qualquer um. Porque o tempo, seja lógico ou cronológico, não obedece à pura razão. Dessas nuances, peculiares da vida, a razão não entende; só a subjetividade abriga-as.

Lacan era um gênio em despertar coisas velhas em ares de novidade, através de suas incríveis analogias e discurso falacioso-eloqüente. E... O que é o tempo mesmo para você?

------------------------#-----------------------------#---------------------------

-------------------#-----------
-------
[Imagem by "pai"Google]
*
*
*
Beijos não-cronometrados.

11 comentários:

Paula Calixto disse...

"Há tempo para plantar e tempo para colher." [Eclesiastes]

E o tempo que importa sincronizar e se aperceber como não-igual está dentro e não fora.

Beijos nim tudo.

Diego disse...

agora que me liguei que no post anterior a este vc falou da DEUSA BJÖRK... eu e a patroa somos apaixonados por esta islandesa!

acho que todas pessoas necessitam de associações práticas e usam abstrações - como o tempo - para nos nortear. o tempo é uma convenção humana, nossa interpretação dele é relativa, segundo minha visão de mundo o universo organiza-se de maneira lógica [óbvio que isso por conta de meu curso e interpretação de mundo].

Tempo pra mim são infinitos instantes somados, usamos os padrões de "medida" -como minutos, segundos, horas, dias ... o que quer que seja- convencionados para comparar e chegarmos a um resultado satisfatório.

beijo

paula barros disse...

Pois é Paulinha, o tempo tá dentro.
Não entendemos esse tempo. Não respeitamos.
A imagem está excelente.

tita coelho disse...

Deixa eu te deixar uma poesia sobre o tempo que fiz...E na hora que te li hoje, me lembrei dela...
Tempo

Minhas horas são longas...
Como os dias intermináveis...
De um ano cheio de verão!
Os minutos...
Minuciosamente programados...
Para não terminar a estação!
Meus segundos...
Transformam - se em meses...
Cada milésimo dele bem vivido...
Se torna inesquecível!
Tenho o tempo que quiser...
Pois me esqueci do relógio...
Rasguei o calendário...
Comemoro aniversários todos os dias...
Tenho uma vida de alegrias!
Descobri...
Que cada dia...
diminui um pouco a vida...
Prefiro me esquecer deles!
Tenho o sol e a lua...
Nessa minha aventura...
De esquecimento proposital...
Não quero saber se tenho 20 ou 60 anos...
Só quero não ter tempo...
Quem tem horas, minutos...
Não cumpre a sua tarefa!
Vivo a intensa festa...
Do tempo que não criei...
Das horas que não se passaram...
E dos dias que nunca acabaram!
Vivo sim...
Meus dias intermináveis...
Pois não quero morrer...
E sim reaparecer...
Em algum lugar tranquilo...
Que eu realmente possa viver!


A primeira vista pode ser triste...mas acredite não é!!!rsrsrsrs
Dona moça tem presente pra ti lá no meu blog!
beijos

frodo disse...

Ah, o tempo, esse eterno desconhecido... deixo para vc o que eu penso dele:
http://recantodasletras.uol.com.br/poesias/595482
Grd beijo!

Paulo R Diesel disse...

Nosso tempo não é o tempo cronológico.
Nosso tempo é só o tempo...
E ponto.

O Profeta disse...

O Sol abandonou o céu
A Lua ironiza no celeste
Soltas perversas vontades
Cruzam a tua vida agreste


Convido-te a partilhar a minha visão da forma em
como a vida às vezes é perversa para algumas mulheres…


Doce beijo

Paula Calixto disse...

Amores, sábios comentários!

Tita, qual blogue, fia?! Voc~e tem tantos!!! [risos] Tô perdida procurando. kkkkkkkkk...

Beijos e beijos em todos que eu adoro muito ver por aqui: vocês! (((:

Paula Calixto disse...

P.S.: Este post É a dica para quem ouvir por aí, em bocas de grandes pessoas [embora apagadas, no momento] coisas de Lacan e outras fontes que nem ao tudo são compreensíveis, mas que a tudo compreendem.

Coisas de quem não assiste TV aberta, mas acaba ouvindo nos 4 cantos o que acontece até em BBB. kkkkkkkkkkk...

Beijos mais. (;

Jr disse...

vc fala do q o Bial disse no BBB???? aquilo foi marcketing p aumentar audiência....... se ele tivesse no juizo perfeito nem faria aquele programinha medíocre. hehehe
sempre te leio mas nunca comento..... vc me intimida!!!!!!!! rsrsrsrsr


bjks

Anônimo disse...

explicado dessa forma n há Bial q n se envergonhe de misturar Lacan aquele lixo. hehehe

bjs