Santa, pecadora... Olhar pra dentro é ver-se de verdade: enxergar os paradoxos e aceitar[si].

Minha foto
Maceió, Alagoas, Brazil
Santa, pecadora, com o Amor na veia e a alma nas vísceras.

Contagem regressiva para Tainá pipocar!!!

segunda-feira, 17 de março de 2008

A beleza do cotidiano é que ele valoriza o inusitado.

.
.
.
.

_______***_______

Todo dia a mente, que nunca descansa, desperta - levanta de bagagem com o corpo. Os membros se esticam, os pés se alternam; banheiro, vaso, escova, pasta, sabonete, toalha, chuveiro, hidratante. Café pronto; não, leite e suco. Sanduíche, fruta, biscoito. Banheiro, escova, pasta. Quarto, roupa, sapato, sombra, lápis, batom, rímel. Perfume e óculos.

Casa, garagem, carro. Trabalho, pessoas. Volta retorno! Sol que se põe e Lua que se expõe; noite, sono. E tudo é só um oco absurdo. Porque não há nada de novo, a não ser o que é novo ao minuto anterior. E só.

Se a beleza das coisas fosse só ter êxtases os êxtases não seriam novidade. E o que o otimista quer é se arrebatar de uma beleza sem igual – incomum – vendo tudo à volta belo e maravilhando-se... do nada. Insistência.

Não estou sendo pessimista deliberadamente, calma. O que eu quero dizer é que o que faz de algo ser extra-ordinário é existir o rotineiro e não se contentar com este, ao mesmo tempo em que se dê a devida importância que exista, sem demagogias. Porque a beleza do cotidiano é que ele valoriza o inusitado.

Já percebeu que eu sou chegada em um paradoxo? [risos] É que a Vida é assim: de um dia comum, de atos comuns, um raio de sol, um pentear de cabelo pode ser o que torne tudo deliciosamente diferente, igual à ontem desigualmente.

Talvez por isso essa frase que li ontem me caia como uma luva: sou uma pessimista de cabeça e otimista de coração. Para o Amor: Viver...

Dia

ria

mente






.

[Imagens by ali
e "tio" Youtube: "Diariamente" - Marisa Monte.]


_______________________***____________________

Beijos diários.

13 comentários:

Paula Calixto disse...

Extra-ordinário!

Amém.

_______***_______

Beijos nim tudo.

elvira carvalho disse...

Pedindo desculpa pela ausência, deixo um abraço e votos de uma Santa e feliz Páscoa.

Rafael disse...

é, eu concordo.
aliás, já percebi que às vezes grandes prazeres não me trazem tanta felicidade qnto o bem-estar corriqueiro de um dia normal.
=)

tita coelho disse...

Paula,
faz pouquinho tempo descobri que gosto da rotina! Por sinal sou meio metódica sabe? Preciso da boa rotina para ser feliz...Quase como meu círculo da "confiança" rsrsrsrsrrs
Beijos

paula barros disse...

Muito interessante. Penso que também vivo de paradoxos. E tiro do cotidiano a luz do viver. A força para ver e fazer diferente.
Adorei o dia-ria-mente.
Muito interesssante.
beijos

Paulo R Diesel disse...

A rotina é dinâmica e para mim diariamente ela se transforma, operando em ciclos que se repetem, por isso rotina.
Freud explica

Mário Margaride disse...

O nosso quotudiano. É um imenso mar de contradições. Onde sistematicamente, fazemos o contrário do que dizemos.
Se calhar, inconscientemente. Mas fazemo-lo.

Uma excelente semana!

Beijinhos...

Diego disse...

e o inusitado é o comum - já que todos somos diferentes. ando muito na fase da EQUILIBRAÇÃO, paradoxos provocam completeza!

beijo.

Amaral disse...

O desafio que a vida nos propõe é exactamente esse: como exercer o nosso poder de criação?...
Todos os dias nos levantamos, todos os dias nos penteamos e lavamos os dentes.
A beleza do quotidiano é que ele nos propõe fazermos "a mesma coisa" de uma maneira diferente.
Na verdade, nada do que fazemos é exactamente igual ao que acabamos de fazer!
O optimismo é sentirmos que podemos e sabemos fazer diferente, procurando, nessa diferença, criarmos sempre uma versão mais grandiosa...

Ricardo Rayol disse...

absolutamente paradoxal.

obrigado pela visita. e pelo comentário intrigante.

Lorita disse...

nossa vida eh feita desses momentos, que se formos olhar pra cada um deles, veremos a riqueza e beleza disso.

bjm

Marcelo disse...

"Porque a beleza do cotidiano é que ele valoriza o inusitado."
Adorei isso!
Sempre bom ter uma visão do diferente nas msmas coisas que fazemos diariamente.
Observar elas por novos ângulos e, nelas, enxergarmos novas belezas.
Isso é raro.

AMO essa músicaaaaaaaaaaaaaa!!!!

Smack!!!

Sig Mundi disse...

Paula,

Cheguei! Passei pra te deixar um beijão! E nem preciso dizer que adorei o post. E ainda acho que muita gente valoriza quando perde! rs

andrea