Santa, pecadora... Olhar pra dentro é ver-se de verdade: enxergar os paradoxos e aceitar[si].

Minha foto
Maceió, Alagoas, Brazil
Santa, pecadora, com o Amor na veia e a alma nas vísceras.

Contagem regressiva para Tainá pipocar!!!

sexta-feira, 1 de fevereiro de 2008

Carne e Mar.


A única época em que as máscaras merecem sucesso!

"São várias as versões sobre a origem da palavra carnaval. No dialeto milanês carnevale quer dizer: 'o tempo em que se tira o uso da carne', pois o caranaval é propriamente a noite anterior à quarta-feira de cinzas.


A origem do carnaval vem de uma manifestação popular anterior a era cristã, tendo se iniciado na Itália com o nome de saturnálias, festa em homenagem a Saturno. As divindades da mitologia greco-romana, Baco e Momo, dividiam as honras nos festejos, que aconteciam nos meses de novembro e dezembro. Durante as comemorações, em Roma, acontecia uma aparente quebra de hierarquia da sociedade, já que escravos, filósofos e tribunos se misturavam em praça pública. Com Júlio César, na expansão do Império Romano, as festas tornaram-se mais animadas e freqüentes, principalmente quando o imperador retornou do Egito. Na época ocorriam verdadeiros bacanais.

No início da era cristã começaram a surgir os primeiros sinais de censura aos festejos mundanos na medida em que a Igreja Católica se solidificava. Querendo impor uma política de austeridade, a Igreja determinava que esses festejos só deveriam ser realizados antes da Quaresma.

A festa chegou a Portugal nos séculos XV e XVI recebendo o nome de Entrudo, isto é, introdução à Quaresma, através de uma brincadeira agressiva e pesada.

Foi exatamente esse Entrudo violento que aportou no Brasil.

O Entrudo passou a ser reprimido, mas apesar das ordens policiais, as 'laranjinhas' e gamelas com água continuavam existindo, principalmente no bairro da Sé. Foi exatamente neste período que o carnaval começou a se originar de forma diferente, dividindo em duas classes: o Carnaval de Salão e o Carnaval de Rua Rua. O Carnaval de Salão tinha a participação de brancos e de mulatos de classe média. E o Carnaval de Rua contava com os negros e os mulatos pobres."

*
*
*
[Fonte do texto aqui.
Imagens by "pai"Google]
*
*
*
O meu Carnaval, provavelmente vai contar com o cenário de ontem: as belas praias de Alagoas. A começar pelo mar-azul de areias brancas do Francês. Onde ontem cedeu suas belezas a nós!

E para aqueles (lAs) que adoram pesquisar no meu blog sobre os acontecimentos do Francês, fica esta imagem, só de brinde, Ok? kkkkkkkkkkkkkk...


Direto das escadarias dos bares.

*
*
*
Beijos, um excelente Carnaval e um restante de ano sem máscaras! (;

17 comentários:

Paula Calixto disse...

"Você pode enganar uma pessoa várias vezes.
Você pode enganar várias pessoas uma vez, ou mesmo algumas vezes.
Mas você nunca poderá enganar todos o tempo todo.

Porque as máscaras SEMPRE CAEM!!!"

Viva o Carnaval!!![risos]

Beijos nim tudo.

Cris disse...

Quero máscara pintada em pele, Carlinha. Dá para entender? ;) Beijão!Boa folia !

Tatá disse...

"A única época em que as máscaras merecem sucesso."
Lindo isso, minha amiga.
Sempre um encantamento ler você.

Bom Carnaval. Bom divertimento!

Beijos
=]

frodo disse...

Divirta-se, Paulinha! A foto me deu uma saudade do Francês...
Beijos!
PS: adorei o seu pezinho...(rsrsrs!)

Ricardo Soares disse...

nao quero falar de máscaras mas da foto das escadarias dos bares... saudades de maceio e do litoral de alagoas, o mais bonito do mundo... bjs, bom carnaval

paula barros disse...

Gostei do texto sobre o carnaval, muita coisa não sabia. Adorei a foto. Acho lindo todo o litoral alagoano. Sou fã de tudo. E realmente a praia do francês é belíssima. Saudades. Curta bem tudo. Bom Carnaval.

beijos

un dress disse...

bom carnaval paula!!

e sim, que se esgotem aqui e agora as precisões de máscaras!






:) beijO

elvira carvalho disse...

Gostei do post. Paradoxalmente é nesta época de máscaras que muita gente tira a sua e se mostra como no fundo é.
Boa praia, e bom carnaval.
Um abraço.

Paulo Sempre disse...

Gostei de ficar mais documentado sobre a origem do Carnaval.
Obrigado
Paulo
PS: BOM CARNAVAL..então

Madalena Barranco disse...

Oh, Paula, nada como pular ondas de espuma do mar em vez de dançar em salões ou ruas sufocada pela maré humana... E eu, aqui estou pulando entre meus escritos longe da bagunça e das máscaras. Beijos da moranguinha e curta o feriado!!

Kaká disse...

Eu adoro carnaval!
Estou me divertindo um monte na praia também!

Tem prêmio prá você no meu blog!

Beijocas

Sig Mundi disse...

Eu não curto carnaval! Mas essa praia está judiando de mim!
O sol, o barulho do mar, coqueiros... quanta saudade!!!

Eu amo o frio, mas essa luminosidade e energia faz muita falta...

bjs, andrea

Mila disse...

Isso... faça inveja aos pobres paulistas verdinhos... hauahauahuaha
Beijos Mila

Diego disse...

mais um banho de cultura no mar de reflexos do teu espaço...

grato por mais este bom momento...

beijos

Carmim disse...

Eu não gosto muito de Carnaval, mas dessa imagem eu gostei... aii que vontade de estar numa praia assim!! =))

Beijo.

Carlos disse...

Ai Ai... Que saudade ai que dó, viver longe de Maceió... mas se for no Francês até dá pra aguentar a saudade, rsss
Amiga, que show esse post, aprendi muito sobre o carnaval, nada como ter uma amiga intelectualmente positiva pra nos ensinar sempre.
Quanto às mascaras, acho que tem muita gente que tira é a máscara no carnaval, e se mostra como é, no resto do ano, usa as piores máscaras possiveis... Fazer o que né?! Nem tudo é perfeito!
beijos linda!

Paula Calixto disse...

Beijos recebidos e retornados, Carlos. Queria conhecer seu bolg, mas não está disponível para ver. ):

Vê se corrige isso. (; E volte sempre que puder e quiser. (((: