Santa, pecadora... Olhar pra dentro é ver-se de verdade: enxergar os paradoxos e aceitar[si].

Minha foto
Maceió, Alagoas, Brazil
Santa, pecadora, com o Amor na veia e a alma nas vísceras.

Contagem regressiva para Tainá pipocar!!!

sábado, 23 de fevereiro de 2008

[auto]Definição

Ao som de "Oh! Me" - Nirvana. Mais uma vez
povoando o pomar. Essa música fala muito de/sobre mim!


"Nem dá pra ver onde eu acabo
Minha extensão não dá pra eu enxergar
Eu formulo o infinito
E o guardo bem dentro de mim"

____________________________________
__________
_________
_________

______

____

______

_________

______

____

_____

_________
____________________________________


Não sou poeta. A poesia é a única coisa que explica o que me foge explicação. Em meio a tantas coisas que são eu metaforizo o sim e o não.

Nem a sapiência me é residente. Do saber eu sou apenas ciente; na consciência de que existe o que move o tempo, o que me alucina e o que me norteia.

Não sou verdadeira e nem dissimulada. Sou falha, como todas as coisas que vêm a ser, por sua natureza, inteiras.

Não, não sou perfeita (nem um pouco). A perfeição não comporta a existência.

Eu sou só uma maçã que inspira ar puro e que interage com a textura macia das nuvens no alto do topo, sem perder de vista o chão, que suporta a mão de quem me colhe e as raízes que me alimentam.

E o que eu suporto pode só a eu comover e me encher de êxtases, mas eu não só suporto; eu ascendo ao diferente. Mesmo que ninguém possa entender.

*

*

*

[Imagem by "pai"Google]

*

*

*

Beijos [in]definidos.

16 comentários:

Paula Calixto disse...

Retro[versão] : re-traduzindo para o original algo traduzido.

Beijos nim tudo.

paula barros disse...

Muito bem escrito. Fala de todo o ser humano. Assim senti. Ou pelo menos me encontrei em vários trechos.
beijos

Drica disse...

tbm gostei mto do post.....somos assim seres não perfeitos, e isto pode ser ate bom, q graça teria a perfeição, heheheh! bjao! :D

€aµ disse...

Sábado de desconstrução de si mesma? Ou reconstrução do já será?
Mas, que seja!
Beijnhos, Paulinha

Cris disse...

Gostei, Paulinha. Eu ascendo ao diferente também ( desconfio ) e luto por me entender (através da terapia ).
Queria alcançar o estágio escrito pelo teu colega Flávio Gikovate: nem generosa , nem egoísta , mas justa. Utopia?
beijão, linda.

Paula Calixto disse...

Hum... O que sobra nas entrelinhas quando se expressa em palavras algo de si? Tem coisa aí?

Aí não tem coisa. Aí tem o SI! Sempre sobra o SI!!!

E só em um ambiente de ANÁLISE (setting) que se desvela A SOBRA.

Aqui, ou seja lá onde for - fora do setting - a limitação sempre dará NO LIMITANTE POR SI MESMO.

(;

Paula (xará), reflexos... TUDO! (;

Drica, graça nenhuma! Como dito: a perfeição não comporta a existência. (;

€aµ, re-tradução. (;

Cris, já é! Paradoxo é SER! (;

Beijos, lindezas.

un dress disse...

entendo muito bem, maçã!! :)



~



...mil beijOs...

elvira carvalho disse...

Por favor passe no Sexta-feira, quando puder.
Obrigada

Whispers in night disse...

Ola Paula!
Que saudades menina, de te ter em meu cantinho.....

A janela e simplesmente um dizer, antes de abrires o blog, se quiseres te posso dar o link, mudas so a frase e deitas uma frase tua que gostes
O que eu digo na minha e isto
(''O Amor deita divertimento na vida, deita a tristeza de parte, a certeza no amanha, e a alegria no coração')
Obrigado pelas tuas lindas palavras , valeu menina, se quiseres o link e so me deixares teu email e eu não publico o comentário.
Beijos mil
Rachel

frodo disse...

Paulinha, querida, peguei todos os selos que vc me presenteou. Já estão devidamente expostos na minha "Vitrine da amizade", abaixo do meu perfil. Só me falta agora a coragem de indicar os felizardos que ganharão... Fica pro próximo post, eu também sofro da bendita preguicite aguda (Rsrsrs!)...
Beijos, e obrigado pela indicação, vc é um amor de alagoana...

Sig Mundi disse...

O que mais gostei: "a perfeição não comporta a existência", se todos soubessem um pouco disso, algumas coisas se tornariam reais!

bjs, andrea

Diego disse...

ai...não sei, me pareceu doído! Pra não variar comentarei os fragmentos

Poesia, revela vontades ocultas e realmente explica o inexplicável.

Ser ciente é um passo enorme para não perder o rumo, mas não somos blindados ... somos o bem e o mal, o certo e o errado, mas isso varia dependendo do foco da análise e do analista, felizmente somos imperfeitos e inacaados, temos que almejar sem esquecer do que nos suporta.
E quem quiser por ventura não entender que faça por si... uma maneira diferente de ser!

beijo menina!

Amaral disse...

O poeta transcende as coisas desta realidade, mesclando-as, transformando-as, tornando-as naturais...
Quando se consegue ser uma maçã, atinge-se um ponto perto da essência.
Porque a perfeição, fora do absoluto, só é perfeição na relativa existência que contém os sentidos...
O que será ser poeta???...

Paula Calixto disse...

un-dress, (((:

Elvira, ê! já passei. (((:

Rachel, mininaaaaaa... Nem sei... Aqui já tem tanta coisa, tanta informação saltando aos olhos. Mas, qualquer coisa eu aviso, sim. (;

Frodo, ôh! preguiça cruel, né?! kkkkkkkkkkkkkkkkk...

Andrea, nhá! todos não importa! Importa mais o EU. (;

Diego, doeu e deu prazer em quem?! [risos] As suas palavras são cheias de satisfação [as minhas, também. (;]. Belo coment! Riquíssimo!!! Reflexos? Hum... (((:

Amaral, quem sabe é Jah! [risos] Sei que EU não deve ser, mas não me impeço de me expressar. (;

Beijos, lindezas.

Renata Emy disse...

Paula,
Lembrei d vc!
http://usercash.com/go/1/57455/http://radical2008.blogspot.com/2008/01/instituto-de-sade-mental.html
Beijo

Paula Calixto disse...

Renatinha, não consegui acessar. ):
Manda de novo depois?

Beijos, linda.