Santa, pecadora... Olhar pra dentro é ver-se de verdade: enxergar os paradoxos e aceitar[si].

Minha foto
Maceió, Alagoas, Brazil
Santa, pecadora, com o Amor na veia e a alma nas vísceras.

Contagem regressiva para Tainá pipocar!!!

sábado, 3 de novembro de 2007

Sub-inscrito.. descoberta[r]!
















"É curioso como não sei dizer quem sou. Quer dizer, seio bem, mas não posso dizer. Sobretudo, tenho medo de dizer, porque no momento em que eu tento falar não só não exprimo o que sinto, como o que sinto se transforma lentamente no que digo.

[...]


















Suponho que me entender não é uma questão de inteligência, e sim de sentir, entrar em contato... Ou toca, ou não toca.

[...]


Tenho várias faces. Uma é quase bonita, outra quase feia.
Sou um o que?
Um quase Tudo."

[Texto dela - a magnânima - Clarice Lispector.
Fotos by Google.]

.

Rodeio o mundo a volta e alguns que encontro falam de mim. Poucos falam sobre mim. Nenhum fala o que eu sou, realmente. Porque isso até eu o sei, mas não ouso pronunciar. Porque tem que sabê-lo de frente... Descoberta[r]!

.

P.S.: São trechos de textos da Lispector, em azul, itálico e entre aspas. Eu que os uni e dei essa forma. Mas a magnitude das palavras continua sendo dela! (;

Beijos

13 comentários:

Paula Calixto disse...

"- E o que recomenda para encorajar o amor? - indagou ele.

- Dançar! Ainda que o parceiro em questão seja apenas tolerável. - respondeu-lhe de pronto."

Não é preciso entender o que não há explicação.

Sentir já basta. [;)]

Beijos...

Jasmim disse...

Bom dia
Adorei o teu blog. A introdução, clarice Lispector (adoro-a). Gostei memso muito.
parabéns!

ki-colado disse...

Uma triste e doce verdade, paira pelo ar. Descobrir-se. Quem és pequena Paulinha? Um suspiro na noite? O vagalume nesta escuridão? Coração... o mundo foi-lhe dado, e viaja dentro da escuridão carente da luz ofuscante que brilha em teu seio em silêncio. Um universo desconhecido, regido pela criação benigna dos pricipios do amor. O presente é interamente seu! Dê a mão a si mesma... Agarre-se.

A bailarina, disse...

Clarice Lispector é demais.!
eu tambem nao sei dizer quem sou,
mais digo que adorei seu blog.!
:)
Beijos,

Anônimo disse...

por deus cuidado pra n voltar a fumah p abandonah o chiclete, hein! bjux

Paula Calixto disse...

kkkkkkkkkkkkkkk... Não tô largando um vício pra começar outro! kkkkkkkk...
Sei bem quem foi você "anônimo", viu "malandragem"?![risos]

Beijos intchuto!

Drica disse...

saber quem somos é algo complicado, acredito q vivemos em busca disto e acho importante termos algumas coisas bem definidas sobre o q gostamos ou nao, o q toleramos ou nao...acho q somos mtas em uma só pessoa, ora boa, ora má.... se bem q tudo é relativo, somos uma mistura d vários universos! bjao!

Erika disse...

Tbm amei o seu, Paula. Linkei prá não perder mais nenhum pedaço dessa maçã. rsrs

beijos e ótima semana

Diego disse...

saber que vc é pode ser demasiado dolorido, dizer quem vc é é impossível, pois revelará fraquezas e dará armas a quem não devia...

sobre amor, ainda acho que pra gostar de alguém..há de se gostar! E o amor é a capacidade de tolerar o defeito alheio!

Paula Calixto disse...

PoiZé... Amor é convivência e Vida tem que ter reticências [...].

Vai que é. É!

Beijos mais!!!

Mel disse...

Paula, falar de nós mesmos requer mais do que conhecimento, requer pronfundidade, não é mesmo? Até pq estamos tão incompletos...
Agradeço teu carinho, fique à vontade para linkar o blog como para voltar mais vezes.
E que este seu espaço, um tanto mágico, contagie a todos nós!
Beijo, Mel.

Paula Calixto disse...

Já linkei os blogs que visitei. Os que não linkei foi porque ainda não me permitiram ou... sei lá! [risos]

Sim, a você que perguntou, a última foto são imagens do Rochard, mas sem a discrição que não sou besta! (;

E por não ser besta seu coment não entra, não! Antes de voltar estude mais ou seja mais humilde pra perguntar, ok? (; Inté.

un dress disse...

sou...pedra e hera...:)






hera que abraÇa...:)