Santa, pecadora... Olhar pra dentro é ver-se de verdade: enxergar os paradoxos e aceitar[si].

Minha foto
Maceió, Alagoas, Brazil
Santa, pecadora, com o Amor na veia e a alma nas vísceras.

Contagem regressiva para Tainá pipocar!!!

segunda-feira, 7 de maio de 2007

Aquarelando (por dentro) ao sabor de lua e múscia

Relendo minha postagem de ontem e de outros dias... como o mundo dá voltas! Como o mundo gira! E como minha cabeça acompanha essa natureza cíclica![risos]

O tempo passa, a idade vai pesando... kkkkkkkkk... Mas algo com uma docilidade de maragridas fica entranhado e, como essas flores lindas e alegres, se renova: murcha e flori novamente por dentro. Isto não é ser humano?! Isso não é VIDA?! Pra mim, a vida começa por dentro!!!

Chega uma hora que se pensa que há bloqueios: "será que estou bloqueando?". Uma pergunta matreira esta. Mas é preciso ter cuidado com a resposta! Bloquear é não entrar em contato; é ter medo até se deixar paralisar por ele. E não é bem isso...

Simplesmente, há coisas que uma menina faz com ares de mulher. E há coisas que uma mulher faz sem perder a graça de menina. Há uma grande diferença nisso! Uma delas é a questão de não perder a docilidade sendo prudente. O contrário disto resulta em amargura!

Ser mulher sem matar a "moleka" é não perder a esperança em si e na vida! Isso é ser madura. Não ao ponto de apodrecer! [risos] Não! É ser madura no momento atual de crescimento da sua vida. Saboreando o doce do riso sem fugir ao gosto da lágrima salgada. É experenciar com sutileza e profundidade. Não deixar morrer em si a ância do mergulho. Continuar mergulhando. Porque sempre dá pra se aprimorar a técnica e arriscar mergulhos mais profundos, sem tanto medo, pois em si mesma uma mulher é mais comedida!

Por um lado... mulher maçã (ainda que aprendiz) é um perigo pra certos homens cristalizados em meninos!!![risos] E eu poderia ficar falando aqui milhares de outras coisas, mas palavras em exagero são tão maléficas quanto em escassez. Então, passo a bola a um cidadão que amou densamente as mulheres e à sua eterna poesia: Vinícius de Moraes!






São demais os perigos desta vida

Pra quem tem paixão

Vinicius de Moraes

Composição: Vinicius de Moraes / Toquinho

São demais os perigos desta vida
Pra quem tem paixão principalmente
Quando uma lua chega de repente
E se deixa no céu, como esquecida

E se ao luar que atua desvairado
Vem se unir uma música qualquer
Aí então é preciso ter cuidado
Porque deve andar perto uma mulher

Deve andar perto uma mulher que é feita
De música, luar e sentimento
E que a vida não quer de tão perfeita

Uma mulher que é como a própria lua:
Tão linda que só espalha sofrimento
Tão cheia de pudor que vive nua


[Detalhe que sábado, junto ao maravilhoso mar do Francês, a lua estava TODA e radiantemente cheia! Mar e Lua: combinação perfeita!!! E sem ilusões matreiras.]

Eu queria muito ter achado o clipe dessa música, mas não encontrei. Ela é linda! Pena que eu só tenha em vinil, senão eu mesmo postava no site de múscia que uso. Então eu deixo outra. E que a gente relembre, como crianças, o quanto é importante colorir-se!!!

"nessa estrada não nos cabe conhecer ou ver o que virá/
o fim dela ninguém sabe bem ao certo onde vai dar/
vamos todos juntos numa passarela de uma aquarela que um dia, enfim...
descolorirá"
E nossa parte é fazer parte do desenhar e colorir da vida vivenciando-a a fundo e ao máximo!!!





Beijos azuis e que nossos finais sejam assim, como essa postagem: surpreendentes e lúdicos; pra que eles tenham sempre o [re]começar em essência, a exemplo do mar com suas ondas indo e vindo, e como a lua em seu ressurgir de toda noite: sem parar nunca!!!


2 comentários:

Andréa disse...

Vinícius É um gênio!

xero

vanda disse...

Havemos sempre de ser mulheres e meninas!! eu sinto isso...

Adoro Vinícius!!

Boa semana e um beijo colorido